Esta reunião com o Presidente da República, a primeira desde a tomada de posse da nova Direção da CPES, teve como objetivo a apresentação das grandes linhas condutoras do próximo mandato desta confederação, que pretende reforçar a sua relação de parceria e colaboração com o governo, numa perspetiva de dinamizar a sua atividade e fortalecer o setor da economia social.

Este é um setor que tem assumido um papel de particular importância na sociedade e conjuntura atual. Flagelos como os da pandemia ou do atual conflito militar, o agravamento do custo de vida e o impacto socioeconómico de tudo isto nas vidas humanas, acentuaram a relevância e a imprescindibilidade de se desenvolverem soluções para os problemas sociais capazes de responderem eficazmente.

Fomentar valores como os da solidariedade, fraternidade, generosidade, entreajuda, é determinante para salvaguardar que os mais frágeis e mais vulneráveis não são prejudicados ou, pelo menos, não ficam desprotegidos.

Fonte: Presidência

APM