Uma nova vacina que usa nanopartículas conseguiu oferecer proteção universal contra os vírus da gripe tipo A, anunciaram os cientistas baseados na Universidade da Geórgia, nos Estados Unidos da América.

Em estudos realizados com ratos, conseguiram imunidade duradoura que reforça os efeitos das vacinas sazonais, injetando-os com nanopartículas de proteínas que atacam uma parte específica do vírus, como divulga o boletim científico Nature Communications.

“Estamos a tentar desenvolver uma nova vacina que acaba com a necessidade de vacinação anual. Uma vacina universal para a gripe. Não seria preciso mudar o tipo de vacina todos os anos”, afirmou o investigador no Instituto de Ciências Biomédicas, Bao-Zhong Wang.

As nanopartículas utilizadas visam uma parte da estrutura do vírus, o “caule”, que todas as variantes têm, mudando entre si a parte da “cabeça”.

As vacinas da gripe têm que ser atualizadas todos os anos para serem eficazes contra os vírus que se preveem como os mais comuns durante a época da doença.

No entanto, nem sempre cumprem as expectativas ou os fabricantes apostam no tipo errado de vírus, como aconteceu em 2009, quando morreram 200.000 pessoas durante os primeiros 12 meses da vigência das vacinas.

O primeiro autor do estudo, Lei Deng, ressalvou que para testar a “proteção a longo prazo, longevidade ou imunidade induzida em humanos”, a vacina experimental terá que ser sujeita a mais testes clínicos.

http://www.jornalmedico.pt/atualidade/34741-nova-vacina-experimental-consegue-protecao-universal-contra-variante-da-gripe.html